Salmo 37

Cid Moreira

fotos
Traduzir letra para:
  • tradução
Salmo 37 Cid Moreira
Não te revoltes por causa dos malfeitores,
nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade
Porque cedo serão ceifados como a relva
E murcharão como a verdura
Confia no Senhor e fazes o bem
habita na terra e vive tranquilo
deleita-te no Senhor
e ele concederá o deseja teu coração
Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele
E ele tudo fará
Fará sobressair a tua justiça como a luz
e o teu juizo como o meio dia
Descansa no Senhor e espera nele
Não te revosltes por causa daquele
Que prospera em teu caminho
Por causa daqueles que execultam
astutos intentos
Deixa a irá e abandona o furor
Não te revoltes para fazer o mal
Porque os malfeitores serão exterminados
Mas aqueles que esperam no Senhor
Herdarão a terra
Ainda um pouco e o ímpio não existirá
Olharás para o seu lugar e não aparecerá
Mas os mansos herdarão a terra
E se deleitarão na abundância de paz
O ímpio planeja contra o justo
E contra ele range os dentes
O Senhor se rirá dele
Pois vê que vem chegando o seu dia
Os ímpios puxam da espada e entesam o arco,
Para derrubarem o pobre e necessitado,
E para matar os de reto caminho
Mas a sua espada lhes entrará no coração,
E os seus arcos se quebrarão..

Vale mais o pouco que tem o justo,
Do que as riquezas de muitos ímpios
Pois os braços dos ímpios se quebrarão,
Mas o Senhor sustém os justos
O Senhor conhece os dias dos homens retos,
E a sua herança permanecerá para sempre.
Não serão envergonhados nos dias maus,
E nos dias de fome se fartarão
Mas os ímpios perecerão,
E os inimigos do Senhor
Serão como a gordura dos cordeiros
Desaparecerão, e em fumaça se desfarão
O ímpio toma emprestado, e não paga
Mas o justo se compadece e dá
Aqueles que ele abençoa herdarão a terra,
E aqueles que forem por ele amaldiçoados
Serão exterminados...

Os passos do homem bom
São confirmados pelo Senhor,
E ele se deleita no seu caminho
Ainda que caia, não ficará prostrado,
Pois o Senhor o sustém com a sua mão
Fui moço e agora sou velho
Mas nunca vi desamparado o justo,
Nem a sua descendência a mendigar o pão
Sempre se compadece e empresta
E a sua descendência será abençoada
Aparta-te do mal e faze o bem
E terás morada para sempre
Porque o Senhor ama o justo
E não desampara os seus santos
Eles são preservados para sempre
Mas a descendência dos ímpios será desarraigada
Os justos herdarão a terra
E habitarão nela para sempre.
A boca do justo fala da sabedoria
A sua língua fala do que é reto
A lei do seu Deus está em seu coração
Os seus passos não resvalarão
O ímpio espreita ao justo e procura matá-lo
O Senhor não o deixará em suas mãos
Nem o condenará quando for julgado.
Espera no Senhor, e guarda o seu caminho,
E ele te exaltará para herdares a terra
Tu o verás quando os ímpios forem exterminados...

Vi o ímpio com grande poder espalhar-se
Como a árvore verde na terra natal
Mas logo passou e já não é,
Procurei-o, mas não se pôde encontrar
Observa o homem sincero
E considera o que é reto,
Porque o futuro desse homem será de paz.
Quanto aos transgressores, serão todos destruídos,
E as relíquias dos ímpios perecerão
A salvação dos justos vem do Senhor
ele é a sua fortaleza no tempo da angústia
E o Senhor os ajuda e os livra
ele os livra dos ímpios e os salva
Porque nele confiam...


Denunciar conteúdo inapropriado
ouvir música adicionar no player
  • ouvir
Estilos: Gospel/Religioso
Publicidade
00:00 / 00:00