Assum Preto/Ana Rosa (Ao Vivo)

Luíz Gonzaga

fotos
Traduzir letra para:
  • tradução
Assum Preto/Ana Rosa (Ao Vivo) Luíz Gonzaga
Tudo em vorta é só beleza
Sol de Abril e a mata em frô
Mas Assum Preto, cego dos óio
Num vendo a luz, ai, canta de dor (bis)

Tarvez por ignorança
Ou mardade das pió
Furaro os óio do Assum Preto
Pra ele assim, ai, cantá de mió (bis)

Assum Preto, o meu cantar
É tão triste como o teu
Também roubaro o meu amor
Que era a luz, ai, dos óios meus
Também roubaro o meu amor
Que era a luz, ai, dos óios meus

Ana Rosa ai que saudade
Tô fingindo de viver
Eu com asa eu avoava
Na mesma hora eu avoava pra te ver

Em dezembro faz um ano
Que amargo o meu sofrer
E nas contas de saudade
Um ano é dez a dor é mil, e eu sem você
Ana Rosa doce amada!
Só sem tu eu vou morrer
E daqui o além da vida
Não seja o fim,
Pois eu jamais vou te esquecer!

O meu cabelo já começa aprateando
Mas a sanfona ainda não desafinou
A minha voz você reparem eu cantando
Que é a mesma voz de quando o meu reinado começou


Denunciar conteúdo inapropriado
ouvir música adicionar no player
  • ouvir
Estilos: Forró
Publicidade
00:00 / 00:00