A Carta

Antônio Marcos

fotos
Traduzir a letra da música para:
  • tradução para português
A Carta Antônio Marcos
Antônio Marcos canta:

O dia amanheceu,
Vazio e sem motivo,
Ele nasceu, eu perdi você,
Na madrugada que se foi...

Na noite que passou,
Brigamos tantas horas
Nem se amou...
E agora, meu bem,
O que era doce, se acabou!

As roupas pelo chão,
A chave, uma carta... e então,
Estando escrito ali,
Naquela carta, que eu li:

Ôh, ôh...

Débora Duarte, declamando:

"amigo,
Quando seus olhos fugiram,
Me adormeceram.
Quando lá fora e nesse quarto,
As luzes se apagaram,
Eu senti no peito
Uma tristeza, uma calma!
Eu fiquei em silêncio,
Imensamente numa amargura!
Amargamente calma,
Decidi partir...
Sabe, amigo,
Onde você está?!
O meu corpo se esfriou
Na cama quente.
Eu percebia a gente se perdendo!
Eu presentia
A solidão de tudo me mordendo...
Eu não poderia mesmo amanhecer aqui,
Mais uma vez!"

Antônio Marcos, canta:

O medo, a solidão,
Me sufocando, tanta frustração...
Mas, estava tudo ali,
Naquela carta, que eu li...

Vocal:

O dia amanheceu
Vazio e sem motivo,
Ele nasceu, eu perdi você
Na madrugada que se foi...





Denunciar conteúdo inapropriado
play vídeo adicionar no player
Estilos: Gospel/Religioso, Jovem Guarda
Publicidade
00:00 / 00:00