Surungo Costeiro

Baitaca

foto do artista baitaca
Traduzir a letra da música para:
  • tradução para português
Surungo Costeiro Baitaca
Costeando o rio Uruguai
Ouvi um ronco de gaita
E a goela de um índio Táita
Num timbre chamamesero

Esporei meu estradeiro
Que seguiu troteando alerto
Aí que eu vi bem de perto
Que era um surungo costeiro (2x)

Nesse compasso costeiro
Um chamamé sapateava
Minha espora cortava o chão
Em cada volta que eu dava

Bem num canto do galpão
Uma oito soco roncava
Que tinha dentro do fole
Um ronco de mamangava

Vi que o surungo era grande
Quando cheguei no local
Atei bem o meu bagual
E pra entrar pedi licença

Respeitar é minha sentença
Porque a moral é sagrada
E a sala tava apertada
Que nem torresmo na prensa (2x)

Nesse compasso costeiro
Um chamamé sapateava
Minha espora cortava o chão
Em cada volta que eu dava

Bem num canto do galpão
Uma oito soco roncava
Que tinha dentro do fole
Um ronco de mamangava

Me diverti a vontade
Nesse surungo largado
Bailei que fiquei cansado
E comigo não tem retovo

Dei um abraço no povo
E amontei no meu matungo
Pra bailar nesse surungo
Um dia eu volto de novo (2x)

Neste surungo costeiro
Desempenhei o papel
Brasileiros e argentinos
Todos unido e fiel

Quero voltar novamente
Bailar sem fazer escarcéu
Fazer outra integração
Como fazia o Montiel

(Bailar todos ermanados sem diferença de raça e de cor)


Denunciar conteúdo inapropriado
play vídeo adicionar no player
  • ouvir Baitaca - Surungo Costeiro
Publicidade
00:00 / 00:00